Cartas de Amor

>> terça-feira, 3 de agosto de 2010

Todas as cartas de amor são Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem Ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras, Ridículas.
As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser Ridículas.
Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso Cartas de amor Ridículas.
Afinal, só as criaturas que nunca escreveram Cartas de amor,
É que são Ridículas.
 
 
Maria Bethânia / Fernando Pessoa
 
beijos

6 comentários:

Kamyla 3 de agosto de 2010 23:39  

Sempre gostei de escrever... e como escrevi carats de amor... com certeza, bem ridículas,rsrsrsrs.
Bjo grande.

Isadora 4 de agosto de 2010 00:23  

Macá adoro escrever e receber cartas de amor, embora, ultimamente com os recursos tecnológicos sejam email de amor, mas ainda assim, cartas escritas de próprio punho que trasbordam sentimento.
Um beijo

Chica 4 de agosto de 2010 07:48  

Muito legal e todos escrevemos,não?beijos,lindo dia!chica

manuel marques 4 de agosto de 2010 16:38  

As duas cartas de amor mais difíceis de escrever são a primeira e a última ...

Abraço.

pensandoemfamilia 4 de agosto de 2010 20:08  

Sempre gostei de escrever cartas de amor, com os e-mails lá se foram estes momentos, mas mesmo assim os sentimentos teimam em ir para as pontas dos dedos.
Linda esta composição.
bjs

Rosana Silva 4 de agosto de 2010 20:11  

Adoro Fernando Pessoa! Lindo!
E o blog é tudo de bom,viu!
Brigada por colocar o meu na sua lista!!!
Um beijo
Rosana
www.simplesdecoracao.com.br

Related Posts with Thumbnails