Blogagem Coletiva - AMIGOS

>> segunda-feira, 7 de junho de 2010


Amizade Sincera
Renato Teixeira
Composição: Renato Teixeira
A amizade sincera é um santo remédio
É um abrigo seguro
É natural da amizade
O abraço, o aperto de mão, o sorriso
Por isso se for preciso
Conte comigo, amigo disponha
Lembre-se sempre que mesmo modesta
Minha casa será sempre sua
Amigo
Os verdadeiros amigos
Do peito, de fé
Os melhores amigos
Não trazem dentro da boca
Palavras fingidas ou falsas histórias
Sabem entender o silêncio
E manter a presença mesmo quando ausentes
Por isso mesmo apesar de tão raros
Não há nada melhor do que um grande amigo

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Gente, eu não sei como vocês fazem, mas eu tenho andado tão ocupada, trabalhando o dia todo, e às vezes, entre um trabalho e outro, tento postar ou ler todos os blogs amigos, mas nesta última semana, não deu. Achei que iria colocar tudo em dia no feriado, mas apareceram outras coisas. Mas, como me inscrevi para a Blogagem Coletiva proposta pela Mila´s Ville, estou aqui - e quero estar -  para falar hoje sobre AMIGOS.
Nossa, são tantas pessoas que passam pela nossa vida. Algumas - raras - são amizades verdadeiras, outras - a maioria - são amigas de passagem, de estudo, de passeios, de viagem, de trabalho, de praia. Mas são pessoas que, se um dia deixarmos de ver, talvez nos esqueçamos até de seus nomes.
Outras são aquelas que julgamos amigas, mas que estão ali só pra nos sugar as energias, que um dia sem mais nem menos nos decepcionam, nos traem, e essas a gente faz questão de expulsar dos nossos pensamentos.
Mas tem aquelas que andam juntas com a gente, que nos fazem rir, que choram com a gente, que nos dizem aquelas palavras que queremos ouvir, mas que são capazes também de nos dizer as verdades que fazemos de conta que não enxergamos.
Eu tenho algumas dessas, e você?

"Verdadeiros amigos são como estrelas: Nem sempre você os vê, mas sabe que eles estão sempre lá".
Amiga de infância
Regina – que pena, não tenho nenhuma foto dela aqui.
Ela morava na casa ao lado da minha em Itu. Estávamos sempre juntas. Ela ria muito, e minha irmã mais velha dizia que de tanto rir ela ia ficar com rugas nos olhos muito cedo rsrrsrsrs. Hoje realmente ela já deve ter algumas, mas isso é em decorrência do tempo, claro. Ao mesmo tempo que era risonha, era também geniosa, do tipo que rolava no chão quando não era atendida em alguma coisa que queria. Estávamos sempre juntas e foi assim que começamos as descobertas da vida, do corpo, dos anseios da adolescência. As diferenças, as paqueras, o primeiro namorado, o primeiro beijo. Ficamos juntas até ela se casar e ir embora para S.Bernardo do Campo. Teve 4 filhos e era Rainha do Lar. Hoje mora em Itu novamente e atualmente é atriz de teatro (muito boa por sinal) e diretora de teatro. Nos vemos pouco, mas nos falamos por telefone, e sempre que isso acontece, parece que o tempo parou e que sempre estivemos juntas. 

"Quando dói olhar para trás e estás assustado demais para olhar em frente, podes olhar para o lado, porque o teu AMIGO estará lá".

Amigas da adolescência até hoje
Selma e sua mãe
Selma
Sabe aquelas amigas em quem a gente confia tudo, conta tudo, guarda segredos, viaja junto, enfim, aquela sem a qual parece que nem respiramos?
Éramos assim. Namoramos juntas (cada uma com o seu namorado, bem explicado), íamos a restaurantes, compras, tomar sol (ela era fissurada por sol e como tinha a pela mais escura ficava sempre bronzeada e eu....... sempre rosinha), contávamos e guardávamos segredinhos uma da outra, passamos momentos bem alegres mas, ela estava comigo também no meu momento triste da morte de meu pai, no meu noivado, como madrinha do meu casamento, na minha dor na separação e também quando conheci meu atual marido. 
Nossas vidas tomaram rumos diferentes, mas até hoje nos falamos, nos vemos de vez em quando, mas sabemos que se precisarmos, a um sinal, uma estará junto com a outra como antes.
"Bons amigos são difíceis de encontrar, mais difíceis ainda de deixar e impossíveis de esquecer".
Beth, Fernanda e Maricy
Amiga desde o nascimento
Beth
Ela é a minha primeira sobrinha e temos 10 anos de diferença. Eu cuidei dela desde os primeiros dias. Levava passear, dava comida, trocava e brincava. Quando ele tinha um aninho meu cunhado foi transferido para Santo André, e lá se foram ela e minha irmã. Foi um tempo difícil, a saudade era muita. A família deles aumentou e vieram a Regina o Márcio e a Cláudia. Eles voltaram para Itu e aí passamos a ficar mais juntas. Fizemos curso de inglês, viajamos e estudávamos juntas e estava com ela na época do seu primeiro e demais namorados. Éramos confidentes.
E isso é assim até hoje. Ela é mais amiga do que parente.

Amiga de trabalho
Maricy
Sabe aquela pessoa que se torna amiga desde o primeiro momento? É ela. Quando eu vim transferida de Itu para São Paulo, ela me adotou no primeiro momento. Ela me ensinou a andar em São Paulo e os primeiros lugares que ela me mostrou foram o Shopping Iguatemi, Eldorado e Morumbi (na época eu gostava demais de umas comprinhas) e o nosso lema era: Está barato?
então temos que comprar, nem que seja pra não usar! Pode?
Eu participei dos preparativos de seu casamento, do nascimento das 2 filhas, dos bons momentos de lazer e dos momentos difíceis da vida. 
Ela é uma cozinheira de primeira e eu estou tentando, sem muito sucesso, que ela faça um blog para mostrar as delícias que faz. 

Amiga que conhecemos quando já temos até filhos
Fernanda
Já casada com meu atual marido e com filho pequeno, fomos apresentados a ela juntamente com o marido e os 2 filhos. Nos tornarmos muito unidos, indo ao clube, saindo pra jantar, viajando. Nossos filhos eram amigos e estavam sempre juntos também. Há um tempo atrás, após um desentendimento com o marido dela nos separamos. Mas foi só por um tempo. 
Nossa amizade retornou com a mesma força de antes. Hoje ela se separando e passando por momentos bem difíceis e complicados, como sabemos que uma separação trás, mas ela sabe que estou aqui e que pode contar comigo pra qualquer coisa.
E existem ainda os amigos atuais. Pessoas que conhecemos há pouco tempo, mas que por serem tão legais, parece que conhecemos durante a vida toda.
São amizades mais maduras, onde os maridos participam, onde falamos de coisas do dia-a-dia, contamos nossos aborrecimentos, nossas vitórias e daí saímos todos juntos pra comemorar e brindar. Vamos brindar, e que a vida nos presenteie com esses amigos e bons momentos para sempre. 
Ah! mas eu não posso deixar de jeito nenhum, de falar das amigas virtuais. Eu cheguei, assim..... com receio, mas com muita coragem; afinal pensei em fazer e apenas com uma orientação da minha afilhada, vim aqui e montei o blog, e também sem saber como fazer fui entrando, pedindo licença e algumas pessoas foram retornando, e fomos trocando e hoje já tenho algumas com quem falo quase diariamente, e isso pra mim, tem sido maravilhoso.
Obrigada por vocês estarem sempre aqui, desculpem se nem sempre tenho tempo para postar ou entrar nos blogs, mas com o tempo, com mais prática, tenho certeza que saberei administrar isso também.

SE A FELICIDADE ESTÁ CONTIDA NAS PEQUENAS COISAS, EU TE DESEJO................
UM MONTE DE COISINHAS
abraços

12 comentários:

Lu Souza Brito 7 de junho de 2010 13:20  

Olá Macá,

Vários momentos, amizades diversas. Acho mesmo que nehuma amizade é igual, mas quando verdadeira, todas são intensas.
Um grande beijo!

Lúcia Soares 7 de junho de 2010 14:20  

Macá, quanto mais amigos, mais nos sentimos bem. E você é amiga da mãe de uma amiga, acho sensacional. Também tenho uma amizade boa com amigas das minhas filhas. Acho interessante que elas é que me "aceitaram" como amiga, pois geralmente o que se vê é um distanciamento da minha parte, pois acho que vou "me meter" nas conversas delas. Mas não, deixo-as à vontade e elas é que vêm conversar comigo, me dar atenção.
Beijos!

Glorinha L de Lion 7 de junho de 2010 14:51  

oi Macá já tentei escrever pra vc hj, mas não consegui, muito bacana ter amigos ainda mais amigos desde a juventude.Isso realmente não tem preço...beijos.

Marliborges 7 de junho de 2010 18:42  

Oi Macá, hj tentei entrar aqui para comentar e não consegui. Diz que a página estava indisponível. Mas agora deu!!!

Eu e você também focalizamos as amizades virtuais em nossa p´postagem. Que coincidência hein.
Bjssssss.

Regina Coeli 7 de junho de 2010 19:25  

Oi Macá,

Agradeço pelo seu doce comentário em BLOG, fiquei muito feliz ao lê-lo.
Viajei pelo seu post e fiquei emocionada com sua narrativa bonita sobre suas AMIGAS...
Ah! Como é gratificante saber que podemos rir e chorar com alguém querido!!!
Como e bom encontrar também Amigas virtuais que de alguma forma arranjam um tempinho para uma troca de idéia..
Fico aliviada em saber que você refez sua vida e compartilha suas exoeriências.
Sempre temos a aprender não é mesmo???
Parabéns pelo seu post.
Beijinho carinhoso,
Regina Coeli

Beth/Lilás 7 de junho de 2010 19:44  

Lindo seu post, Macá!
Quantas boas e queridas amigas você tem e isto é preciosidade, portanto guarde-as no coração sempre.
beijinhos cariocas

orvalho do ceu 7 de junho de 2010 21:34  

Oi,
Falar dos amigos é algo tão gostoso que não nos cansa...
Bjs e ótimas amizades pra nós!

Fatima 7 de junho de 2010 23:33  

Grandes amigos, grandes alegrias!
Fiquei muito feliz com sua visita!
Volte sempre!
Bjs.

Paula Betzold 7 de junho de 2010 23:41  

Oi Macá... desculpe a demora pra responder...tb ando atolada... so agora consegui voltar pra blogsfera!!!
Bem, obrigada pela visita e volte sempre!!!

Iêda Klein 8 de junho de 2010 11:03  

Olá, amiga virtual.
Quanta pincelada de vida transbordantes de emoção.
Adorei sua postagem.
Beijos,Iêda

Mila Viegas 8 de junho de 2010 15:08  

Que linda homenagem! Acho que todo mundo tem algum amigo assim do tipo "alma gêmea".

beijos

Related Posts with Thumbnails