Encontre R$ 500,00 no seu closet

>> terça-feira, 29 de junho de 2010

No final de semana, na praia com 2 amigas, contei a elas que tinha lido numa revista (não me lembro qual) uma reportagem sobre algumas amigas inglesas que faziam de vez em quando, troca de roupas entre elas. Cada uma levava o que não usasse ou que não servia mais. Roupas sempre em bom estado e limpinhas. E não importava se uma levasse ou trocasse mais peças que outra, ou de maior valor. O mais importante era a reciclagem entre elas e o encontro regado a chá e lanches.

Minhas amigas adoraram a idéia e resolvemos então fazer "esse bazar", sem valor monetário, no apartamento da Alba, já que ele é bem maior e vai dar para reunir mais pessoas.
Pensamos no que será servido e até onde os maridos vão ficar enquanto fazemos nosso desfile particular e adquirimos roupas "novas". Serão novas para cada uma, certo?
Aí, hoje chegou em casa a minha revista Cláudia. Folheando a revista deparei com a reportagem:

"Encontre R$ 500,00 no seu closet".
A matéria inicia assim: Todas nós temos peças de roupa encostadas no armário. O motivo pode ser o simples esquecimento, um apego sentimental, a expectativa de voltar a caber naquele jeans dois números menor... Cláudia mostra como organizar um bazar para passar adiante o que você não usa mais e avisa: tem dinheiro esquecido no seu armário.

Pra ficar mais bonito, esses bazares são chamados de Wardrobe (guarda-roupa em inglês), e está se popularizando entre mulheres antenadas que enxergam mais do que ganho em dinheiro nesse tipo de transação:
- abrir espaço nos armários para novas aquisições;
- o desapego às peças;
-  e a hora do lucro.
Pode-se também levar as roupas para um brechó para serem avaliadas. O responsável faz um preço e depois divide esse valor com você quando as peças forem vendidas.
Não chega a ser um valor alto, mas pode ajudar e principalmente limpar o seu armário.

Bom, eu já marquei o meu bazar (que não vai ter preço para as peças) que vai ser mais simplesmente uma troca e um encontro de amigas.
E vocês, gostaram da idéia?  Vão marcar um bazar pra vocês e suas amigas?
beijos

10 comentários:

Tati Pastorello 29 de junho de 2010 22:31  

Oi Macá, eu estou aprendendo a guardar minhas roupas. Tenho mania de dar tudo. Tipo: Íh, faz mais de seis meses que não uso este casaco... vou dar. Aí, vem o inverno e penso: ué, cadê o casaco tal... Ah, é, dei quando aconteceu tal enchente... Ainda acho válido doar, mas preciso guardar um pouco, até por que não tenho "caixa" para renovar na medida que dou. Mudei de estratégia, quem sabe até ano que vem me envolvo num bazar assim. Adorei a ideia!
Beijos.

Beth/Lilás 30 de junho de 2010 02:03  

Macá!
Nossa, essa sua idéia vem ao encontro do que sempre imaginei fazer algum dia!
Aliás, há pouco menos de dois meses, levei um monte de roupas e sapatos para um brechó legal que fica em Itaipava, região serrana do Rio e tenho que ir lá para ver se já foram vendidas algumas peças.
Eu dou também muita coisa, inclusive agora nesta tragédia de Niterói passada no último verão, mas estes itens, como sandálias, bolsas e roupas em excelente estado e que já custaram mais caras, tenho feito isso e dá certo. Lá na serra este é um negócio que vem crescendo muito e tem muitos shoppings com brechós desse tipo, alguns só de boas marcas, inclusive.
Acredito que aí em Sampa que é mais moderno ainda, tenha mais até.
Adorei sua idéia e se eu pudesse levaria minhas 'tranqueiras' para reunir-me com vocês. Ah, que pena!
Mas, quem sabe, invento uma dessas por aqui!
bjs cariocas

Regina Coeli 30 de junho de 2010 07:05  

Oi Minha Querida Macá,
Não desista do TAPETE iniciado...
É custoso, mas a alegria de ver a peça concluída vai valer a pena.
Faça um postagem como ele está hoje e depois quando acabar a obra de arte.
A idéia do CHÁ/DESFILE é muito boa.
Vai ser sucesso garantido!!
Não deixe de contar para a gente.
Que gostosura foi a comemoração de seu aniversário num bar!
Sua família é muito bonita, os filhos uns GATÕES!!!! PARABÉNS!!!
Beijinho carinhoso.
Regina Coeli

Chica 30 de junho de 2010 07:48  

Eu dou tudo,a cada peça que entra, uma sai...Incrível mania...mas dá certo.Sempre tem alguém precisando!beijos,chica

Lúcia Soares 30 de junho de 2010 14:26  

Macá, também recebi a revista Cláudia ontem e vi a reportagem. Já não é a primeira vez que é abordada, pois todo mundo (parece) tem quantidade enorme de roupas atravancando os armários.
Minha família é grande, já pensamos em fazer isso, mas somos de manequins muito diferentes, e gostos.
Minha filha, Renata, era muito consumista e comprava demais. De vez em quando juntava tudo que não queria e dava uns 3 sacos lotados.
Daí, chamava uma prima, ela olhava tudo que queria, e pronto. Chamava outra e ela escolhia as suas. E agora minha nora entrou na dança e vasculha também, sempre saindo com alguma coisa. Só que a filha agora ficou menos gastadeira (já tem uma filhinha, agora precisa dividir os gastos) e emagreceu demais, então há quase 1 ano que não se desfaz de peça alguma. Aprendeu mais a combinar, a não deixar roupas sem usar muito tempo, aí rodízio faz parecer que o armário é muito mais cheio.
Espero que seu bazar seja um sucesso!
Beijo!

Macá 30 de junho de 2010 14:58  

Olá meninas
Sabem, eu já fui muito mais consumista. Hoje posso dizer que compro somente o necessário. Mas sabe aquele conjunto que você pagou um bom valor e deixou pra usar em ocasiões especiais? então, não serve mais. O vestido que usou num casamento, mas no outro não era a roupa certa, e daí foi ficando? Então, esse também vai. Essas coisas. Mas acho que o mais gostoso disso seja o antes: a separação das peças, os e-mails trocados, a organização e o encontro.
Prometo tirar fotos e mostrar, ok?
beijos

Glorinha L de Lion 30 de junho de 2010 21:45  

Eu achei essa matéria muito legal, eu vi tb, foi na revista do Globo de domingo. Estou bem precisando vender umas roupas...meu closet tá abarrotado de coisas que não uso e dou novinhas...ganhar uns 500 paus agora, seria muito bom! Com certeza como disse a Beth, aí deve ter mais público pra essas coisa...sei que no Rio tem tb, mas aqui em Niterói, acho mais complicado.
Quem sabe eu e Beth fazemos um?
Beijos.

Glorinha L de Lion 30 de junho de 2010 21:47  

Ué será que foi na revista Cláudia? Pode ser tb, pois recebi ontem e confundi com a revista do globo. bjs.

Lidiane Vasconcelos 2 de julho de 2010 10:33  

Eita, Macá!
As ideias "bloguísticas" entre o Bicha Fêmea e a Agenda Ilustrada andam se encontrando. Primeiro, porque hoje falo sobre organização no guarda-roupa, e as dicas para isso passam pela necessidade de "desapego" ao que não se usa mais.

http://www.bichafemea.com/2010/07/02/organizacao-guarda-roupa/


Segundo, porque vou publicar muito em breve (o post já está pronto) dicas sobre como organizar (detalhes como decoração, receitas, etc.) um chá entre amigas. Uma das razões para organizar um evento assim é justamente a oportunidade de fazer "desapego" de roupas. :)

Viu? Bicha Fêmea e Agenda Ilustrada têm tudo a ver... ehehehe...

Excelente post!
Beijos

Rosemira Guerreiro 25 de agosto de 2010 10:27  

Uau, amei, amei, amei a idéia do Bazar. No ano passado cheguei a comentar, com algumas amigas, que devíamos nos encontrar para trocarmos peças, principalmente bolsas, que enjoamos mas que continuam lindas. Agora, com essa força, seguramente o nosso grupo de amigas vai retomar a idéia.

Bjs 1000!!!

Related Posts with Thumbnails