Saudades da minha mãe

>> sexta-feira, 28 de maio de 2010

Hoje é aniversário da partida da minha mãe para outros andares do espaço, e eu creio que agora ela está bem lá em cima, ao lado do meu pai e do meu irmão.
Isso existe? Não sei, mas não desacredito. A única coisa que sei, é que ainda hoje, embora ela tenha ido há 16 anos, ela me faz muita falta.
Como era a minha mãe? Criou com determinação e muita disciplina os 7 filhos. Ensinou a todos a ajudar na casa desde cedo. Por exemplo: eu, com a idade de 10 anos, já deixava o almoço pronto (arroz, feijão, verduras lavadas) para o batalhão todo, enquanto ela se preocupava com a "mistura" que seria, uma carne, ou frango, não me lembro muito o que comíamos na época.
Mas o que eu mais me lembro era de como ela era vaidosa. Gostava muito de um pó de arroz, de batom, de anel e de um colar.
Saudades minha mãe e que a senhora esteja na santa PAZ.


"Mãe,
Por que não me deixaste a vida inteira
Com lã no umbigo, de castigo, na soleira
Roendo unha e falando palavrão?


Ô mãe
Eu tava me esfregando com urtiga
Esmagando crânios de formiga
Com um pau de sorvete esburaquei o chão


Mãe,
Por que não me deixaste a vida inteira
Esperando a hora da senhora vir da feira
Pra mandar o medo ir lamber sabão?


Ô mãe,
Eu acho que engoli um parafuso
O mundo todo anda tão confuso
Eu queria tanto a tua mão


Mãe,
Vê se me desculpa a choradeira
Mas é que foi no melhor da brincadeira
Que a senhora me mandou crescer


Mãe,
Hoje eu já não deixo o nariz sujo
Já não coleciono caramujo
Mas ainda preciso de você

Mãe,
Por que ficaste assim a vida inteira
Cuidando pra que eu não batesse a moleira
Se era pra apanhar da vida então


Ô mãe,
Por que a gente ainda se utiliza
De limpar os sonhos nas mangas da camisa
De cortar os pés nos cacos de ilusão


Mãe,
Mandaste que eu não tomasse gelado
Me ensinaste a não ser mal educado
Me levaste à escola pela mão


Ô mãe,
Cuidaste bem da minha catapora
Hoje sou homem forte e agora
Posso seguir a minha solidão"

Essa música é do Kleber Albuquerque
Quer ouvir? clique aqui

abraços


6 comentários:

Bordados e Retalhos 28 de maio de 2010 13:39  

EMOCIONANTE! Sei bem o que está sentindo. A música ilustra os sentimentos e o texto. A gente se acostuma com a saudade. Bjs, fique bem.

Chica 28 de maio de 2010 18:33  

A saudade dói mesmo,não? Linda música!beijos,fica bem,chica

Regina Coeli 28 de maio de 2010 20:14  

Olá Macá,
Vim agradecer a simpatia de sua visita o doce comentário que você deixou no meu BLOG.
Ambas estamos experimentando um tempo de saudade...
A certeza de que nossos entes queridos estão bem, conforta nossos corações e atenua a falta que sentimos deles...
Respeitosamente beijo sua fronte e compartilho desse momento.
Muito obrigada pela atenção que você me dispensou.
Regina Coeli

Deusa 28 de maio de 2010 20:58  

Oi linda

Uma homenagem sensivel e delicada...mas carregada de muita força,saudade e amor.
Um grande beijo
Deusa
vasinhos coloridos

Yoyo 29 de maio de 2010 21:12  

Uma homenagem sentida e comovovente.
Passei aqui para conhecer o seu espaço pois, também participarei da Blogagem Coletiva Vida Simples, por onde nos encontraremos outras vezes
Beijos

Glorinha L de Lion 30 de maio de 2010 22:49  

Macá, que música linda...que letra maravilhosa!
E que linda a sua homenagem à sua mãe...Sabe o que acho mais incrível nesse mundo bloguístico? Saber a estória de vida de cada um, saber de seus sofrimentos e dores, alegrias e estórias....isso me encanta....beijos

Related Posts with Thumbnails