ontem - Dia das Mães - eu quase chorei

>> segunda-feira, 10 de maio de 2010

Ontem dia das mães eu quase chorei
 
Não, não foi nada com meu filho não.
Vou contar: Meu marido adora cozinhar (e é claro que eu não vou tirar esse gosto dele certo?) então preparou o almoço de Dia das Mães. Só que antes fomos ao supermercado porque ele tinha que comprar umas coisinhas. Pão de Açucar, fila imensa, muita gente comprando flores (até pra isso a fila era grande).
Fui pra fila do caixa e na minha frente tinha uma moça, super bem-arrumada. Nisso o telefone dela toca. Era um Nextel, portanto, viva-voz. Era a mãe.  Não tinha como não ouvir. Mas..... não vou contar a conversa, claro, mesmo porque tentei não prestar atenção. Mas ela falava alto e também ...........ríspida. Muito ríspida.
Só sei que no final da conversa, depois de mais um berro da moça no telefone, tudo ficou em silêncio e passado alguns segundos a voz da mãe: Tá bom filha!
Gente, cortou meu coração. Tive quase a certeza de que ela estava chorando. Que raiva.
Eu queria poder dizer a essa moça, que não se trata uma mãe assim. Tudo bem, não conheço o outro lado, mas de qualquer forma não se fala assim com uma mãe, por respeito ou por educação, ou pelas duas coisas.
Eu, com tanta saudade da minha que já foi há um bom tempo, e ela destratando a sua dessa maneira.
Meus olhos se encheram de lágrimas, e tomara que pelo menos essa mãe tenha tido outras alegrias no seu dia.
abs

4 comentários:

Chica 11 de maio de 2010 07:18  

Emocionante o teu relato.E acontece muito isso! Está faltandoo respeito e carinho. Um lindo dia pra ti,beijos,chica

Isabela Kastrup 11 de maio de 2010 13:59  

Realmente isso é muito muito muito triste! Mas mudando de assunto, adorei os seus recadinhos. Muitíssimo obrigada pelo carinho!
Um super beijo
Isa Kastrup

gamela presentes 11 de maio de 2010 14:06  

Macá, tem situações que nos deprimem.
Eu também senti muito a falta da minha, quase completando 8 anos de sua partida.
E esta criatura desperdiçando a chance de ser, pelo menos gentil com a sua.
Um dia, ela também sentirá muitas saudades, mas infelizmente será um pouquinho tarde.
Beijinhos.
Fátima.

Bordados e Retalhos 11 de maio de 2010 15:47  

Ai amiga, talvez a mãe nem tenha chorado porque mãe é fooorrrte, que vc nem imagina. A gente aguenta muita coisa e vai vivendo. E quem dera se a gente deixasse d e amar um filho mal educado, indiferente...infelizmente isso não é possível.Mas a gente não perde a esperança. Obrigada pelo comentário carinhoso no meu blog. Bjs

Related Posts with Thumbnails