Uma coisa por vez

>> quarta-feira, 9 de março de 2011

Quando eu como, eu como. Quando eu durmo, eu durmo.



A semana passada comprei a revista INFO pois na capa tinha uma chamada para a matéria "A invasão do Facebook" e eu queria saber (entender) um pouco mais sobre isso.
Mas gostei demais da reportagem sobre o título deste post.

"Estudos apontam que ser multitarefa não torna a maioria das pessoas mais produtiva. Quanto mais atividades simultâneas, mais dispersão e falta de foco."

Os leitores nascidos depois de 1980 podem não saber, mas nossas vidas era menos complicada. Era melhor?
Talvez não, afinal não tínhamos tantas informações, mas também não tínhamos que fazer tanta coisa ao mesmo tempo.
Meu sogro um dia, conversando com a gente, não conformado porque a filha de um amigo seu não tinha conseguido um emprego num consultório médico porque não dominava bem o computador, comentou: Hoje, a pessoa para ter um emprego medíocre, precisa quase ter diploma universitário e saber tudo de computador.
E não deixa de ser verdade. Antes, para conseguir um emprego até razoável numa boa empresa, precisava ter um curso de datilografia. Hum?........... dati o quê? kkkkkkkk
Hoje, até nos estágios para quem está cursando uma faculdade, é preciso saber inglês (se possível também outra língua), computador (não basta dizer que sabe, é preciso dominar) e também o programa Excell. Sem essas coisas básicas você já está praticamente eliminado.
Mas, e durante o trabalho? Você está com o computador aberto em diversos sites, telefone ao lado, MSN, twitter, e-mails para verificar e responder, projetos para serem analisados nas planilhas, o chefe que chama, o colega que chega para uma conversinha rápida,
ou,
se você não trabalha numa empresa e sim cuida do lar. Tem o telefone de casa, o celular, empregada, supermercados, comida para a família, cuidado com o cão, gato, jardim, TV, notícias, jornais, revistas, matérias para o blog, leitura dos blogs, comentários, facebook, twitter, cuidar dos cabelos, das unhas, do corpo, verificar os preços das coisas antes de sair nas loucuras das compras, etc, etc.

"Treinar a multitarefa não torna as coisas melhores, mas pode piorá-las."

Será que nosso cérebro consegue armazenar tudo sem interferir no nosso desempenho?
Fui procurar no Google sobre o assunto e vi que muitas revistas e jornais têm publicado estudos sobre isso.

Falando por mim, eu tento fazer várias coisas, assim exercito o cérebro, mas vou tentar me concentrar mais em uma coisa, e passar para outra depois.
Quero sim, conseguir fazer tudo, mas, uma coisa por vez.

E você, como é no seu dia-a-dia?

beijos

Matéria publica na Revista INFO nº 300, de fev/2011, págs. 56 a 59.
Você pode ler a matéria completa aqui.

10 comentários:

Crica Viegas 9 de março de 2011 18:18  

É, acho que isso de multi tem um lado bom e um lado ruim...não pode é dominar a nossa vida...quando tiver que ser multi, ok, quando não, ok tb...pelo menos é a minha humilde opinião rs

Iram M. 9 de março de 2011 18:24  

O meu a dia a dia se resume em tantas coisas que nem tem como listar tudo. Pelo meu signo, gemeos, já sou de multifuncao, mas sei que isso realmente é ruim, pois acabo deixando alho mal feito pra trás.
Muito interessante seu post. Nos faz pensar se nao é melhor nos concentrar numa coisa de cada vez.
Parabens pela materia.

Beijos

gamela presentes 9 de março de 2011 18:30  

Vi ontem na Livraria Cultura esta revista e fiquei bem curiosa.
Não consigo fazer tudo ao mesmo tempo, gostaria, mas não consigo...
Tento fazer bem feito e preciso de concentração.
Fazer por fazer não é comigo.
Beijinhos.

Fátima.

Lúcia Soares 9 de março de 2011 18:45  

Então, Macá...Algo a se pensar muito.
Sou "do tempo" em que as coisas eram mais calmas, cada coisa em seu lugar, nada dessa correria desenfreada de hoje. Não me adapto muito, mesmo porque nem tenho idade para me modificar. Nem de longe sou velha, sou "adaptável" a muita coisa, aceito quase tudo, mas isso de lutar contra o tempo não me faz bem. Não sei viver sob pressão.
Acho que para tudo há hora.
Beijo!

Palavras Vagabundas 9 de março de 2011 19:28  

Ei eu até consigo fazer duas ou três coisas ao mesmo tempo, mais não dá "tó veia"!
Sumiu, andou desfilando na Vai Vai?
bjs
Jussara

Gina 9 de março de 2011 19:53  

Pois é, dizem que os homens são mais focados e as mulheres fazem mil coisas ao mesmo tempo.
Até faço mais de uma coisa ao mesmo tempo, mas volta e meia me perco no meio do caminho...
Ah, e o marido é focado sim, pois quando eu falo com ele, não me ouve...kkkkkkkk
Bjs.

Cris França 9 de março de 2011 20:52  

Adorei o texto Macá e a imagem mais ainda, saudoso jogo de varetas, que delícia era heim?

como diria em bom italiano "doce far niente"...rs, mas eu não assim não, sou multifunção, daquele tipo que quando não quer fazer nada, inventa de tocar piano...rs

faz parte, o que vale mesmo é se divertir, porque o tempo voa enquanto a gente se diverte.

e tem muita diversão por aqui.

beijos

Nilce 9 de março de 2011 23:38  

Oi Macá

Quando eu trabalhava fora, minha vida era uma loucura. Vivia com sono, parecia que nunca daria conta de tudo no dia.
Crianças pequenas, escola, creche, casa, mercado, empregada, planejamentos de aula, animais, reuniões, transporte, e muito mais.
Os filhos cresceram e foi ficando pior.
Quando parei, e foi da noite para o dia, na primeira semana até achei ótimo, depois enlouqueci por não poder fazer nada.
Pirei, me senti inútil, precisava de ajuda para tudo e num território em que eu mandava, parecia que tudo não ia correr bem.
Agora, muitos anos depois e mais recuperada, não acho tempo para mais nada.
O dia é tão curto. Se antes eu usava um pouco da noite, agora uso muito mais.
Marido dá bronca, dou uma parada, mas quando vejo já assumi tantos compromissos...
Imagine se não tivesse nenhuma privação.
É, antes tudo era mais fácil, bem mais fácil.

Bjs no coração!

Nilce

Beth/Lilás 10 de março de 2011 01:16  

Oi, Macá!
Voltando do meu recesso carnavalesco e posso dizer que, apesar de adorar uma internet, posso ficar tranquilamente sem ela por alguns dias e me dedicar a outras cositas interessantes também.
No meu dia a dia normal, acho que sou multi tarefas sim, mas sempre me preocupando em não virar uma geek, uma pessoa voltada somente para o lado cibernético atual, pois adoro uma natureza e contemplação.
bjs cariocas e ... bom ano novo! hehe

Tati 10 de março de 2011 18:58  

kkkkkkkkkkkk
Faz tempo que não sei o que é fazer uma coisa de cada vez. E no meu caso não tem ordens para a empregada, é no braço mesmo. Então eu estou estendendo roupa, encontro brinquedo pelo caminho, levo até o quarto do Bê, vejo que ele largou meias pelo chão, cato e vou colocar no cesto, percebo que não deu descarga, ou que o papel acabou, vou reabastecer (papel, sabonete líquido, sabonete...), então o telefone toca... passo pela sala e vejo TODAS as roupas que ainda não estendi... E assim vai! kkkk Isso por que estou "sem trabalhar" desde dezembro. Nesta época era ainda mais complicado, mas acho que o exemplo já foi bom, né? Será que dá para voltar atrás? rsrs
Beijos.

Related Posts with Thumbnails