Dor de cabeça

>> terça-feira, 15 de março de 2011

Dizem que não existe dor pior do que a dor .............

que a gente está sentindo. Mas, fala a verdade, dor de cabeça ......... ninguém merece, não é?
Eu pelo menos, quando tenho uma (o que é raro, graças a Deus), fico  mau-humorada, com vontade de  bater a cabeça na parede (como se fosse melhorar kkkkkkkkkk), não consigo pensar direito, trabalhar direito, enfim, é um horror.
Mas sempre que encontro algum artigo que fala sobre isso eu leio, porque, tenho uma sobrinha que tem dores de cabeça daquelas de não poder sair de casa por uns 2 dias. É quarto-escuro, remédio e até o estômago fica revirado.
E hoje lí esse artigo que achei bem interessante.
Assim como a própria autora diz, não sei se é o caso, mas, não custa tentar.

Glúten e enxaqueca

"Eu tenho enxaqueca. Ou melhor, tinha. Há nove lindos meses não sei o que é a dor de uma crise nem o desconforto da aura cintilante que a prenuncia. E há nove meses eu resolvi cortar radicalmente o glúten da minha dieta. Coincidência?

A razão inicial para eliminar o glúten foi digestiva: sinto-me muito melhor e mais leve, e nunca mais tive a sensação de ficar empanzinada ou inchada após as refeições.

Essa parte é fácil de explicar. O glúten é uma proteína presente no trigo, na cevada e no centeio que, quando misturada com água (por exemplo a da sua saliva), forma uma verdadeira cola que adere às paredes do estômago e do intestino e atrapalha a digestão e a absorção de alimentos. Lembra da cola que sua avó fazia com farinha de trigo e água? É essa mesma, só que dentro de você.

Após alguns meses da nova dieta, eu, que costumava ter duas ou três enxaquecas por mês, notei que ainda não havia tido nenhuma. Com mais seis meses de experimento, resolvi comunicar o achado ao neurologista -que se mostrou cético, como eu esperava. Mas disse que muitas pessoas que sofrem de doença celíaca, com intolerância absoluta ao glúten, costumam ter uma dor "semelhante à enxaqueca" -embora duvidasse que eu tivesse a doença.

Fui consultar meus outros "médicos": o Dr. Google e o Dr. Pubmed, este último com acesso a todas as publicações em biomedicina no mundo desde 1965.

O primeiro mostrou, para minha surpresa, que inúmeras pessoas mundo afora já conheciam o que eu descobri por acaso: que suas enxaquecas sumiam sem glúten na dieta. E o segundo me confirmou que existe, sim, uma "síndrome de sensibilidade ao glúten": conjunto de sintomas que incluem a enxaqueca, na ausência da degeneração intestinal que caracteriza a doença celíaca (a diferença talvez seja apenas de grau).

O problema parece estar relacionado a anticorpos que o corpo fabrica contra o glúten, não se sabe ainda se por razão alérgica ou autoimune.

Os anticorpos acabam causando inflamação no intestino e, ao que parece, também perturbam o cérebro.

Veja, isso não quer dizer que toda enxaqueca é relacionada ao glúten. Mas talvez algumas sejam, e eliminar o glúten da dieta é fácil o suficiente para valer a pena tentar. A única coisa que não estou disposta a fazer é o experimento final: reinserir o glúten na minha dieta e esperar a enxaqueca voltar..."

SUZANA HERCULANO-HOUZEL, neurocientista, é professora da UFRJ e autora de "Pílulas de Neurociência para uma Vida Melhor" (ed. Sextante) e do blog http://www.suzanaherculanohouzel.com/

beijos sem dor de cabeça nenhuma

5 comentários:

Fernanda Reali 15 de março de 2011 20:12  

Excelente!

Como diz o dr Feldman no livro, tudo passa pela alimentaçao. Sem fazer um diário minucioso dos hábitos e das crises, a pessoa não consegue identificar os seus gatilhos que disparam a dor.

beijoooo

Beth/Lilás 15 de março de 2011 21:15  

Coitada, realmente uma dor de cabeça como enxaqueca, ninguém merece!
Tenho uma amiga que descobriu que era por causa do corante na cor amarela, depois que o tirou disse-me que melhorou consideravelmente. Parece que cada pessoa tem uma causa diferente da outra.
Eu acho que uma das maiores invenções do homem foi o analgésico, pois é horrível sentir dor, quase não sinto, mas quando sinto fico completamente rendida.
Melhoras, minha irmã!
bjs cariocas

Cris França 15 de março de 2011 21:54  

Maca , que artigo legal

realmente interessante, eu tenho muita asia, ja percebi que esta relacionada a pão, alimento que cortei e me sinto melhor, o seu artigo veio de encontro, pode ser o gluten o culpado. obrigada

bjs

orvalho do ceu 15 de março de 2011 22:32  

Olá, querida Macá
Tenho óitima notícia: ainda pode postar até amanhã... estendemos o prazo... visto que a adesão foi grande e responsável...
Seja bem vinda e vou colocar seu link em minha página inicial, tá???
Olha, temos enxaqueca todos de minha família... tenho constatado que a minha vem por 3 dias no mês, não mais... já é um alívio!!!
Bjs de paz

Glorinha L de Lion 16 de março de 2011 15:23  

Macá querida, aqui numa correria danada, mas passei pra te ver...Dor de cabeça? Aff ando tendo isso ultimamente, sabe que já pensei que sou celíaca algumas vezes? Mas não consigo largar do pão...bem que ando precisando, assim emagrecia um pouco...rsrs beijos amiga,

Related Posts with Thumbnails