Saboreando Mudanças

>> quarta-feira, 27 de julho de 2011



No mês passado fui fazer exames anuais de rotina como colesterol, glicose, hemograma, e desta vez a médica pediu também o da Vitamina D.
Ah! nesse eu vou passar tranquilamente, pensei, já que quase todos os finais de semana eu caminho na praia e aqui em São Paulo, geralmente vou andar no parque umas 2 ou 3 vezes por semana. Ledo engano.
Nesta semana levei os resultados e embora os níveis de colesterol não estejam lá essas coisas, também não estão assim tão ruins. Preciso me controlar um pouco mais nos doces (tortas, pavês, bolos, minha perdição).
Mas o que me assustou mesmo foi sobre a vitamina D. 
O normal seria de 30,0 a 100,0 ng/mL e o resultado do meu foi 17,3 ng/mL.
Fiquei surpresa, mas a médica me explicou: Não adianta tomar sol com protetor solar, quer dizer, precisamos do protetor sim, mas pelo menos 15 minutos por dia, temos que tomar sol, principalmente nas costas sem protetor algum. Entenderam?
Por causa disso, vou ter que tomar um composto por 3 meses e mais 15 minutos de sol, diariamente, no melhor horário, claro, que é até as 10hs.
Assim, resolvi procurar na estante o meu livro "Saboreando Mudanças" escrito pela médica especialista em nutrologia Jane Corona e pela chef de cozinha Flávia Quaresma, que uma nutricionista me receitou certa vez. 
Enquanto uma nos ensina a tirar dos alimentos os nossos medicamentos a outra ensina a preparar pratos com essas delícias.
Então, vou procurar reler e estou pensando em começar aqui, um capítulo sobre esses alimentos.
Já li em quais alimentos a gente encontra a vitamina D:


salmão - sardinha - ovo caipira - óleo de fígado de peixe.


Vai ser fácil, eliminando o último, é só caprichar nos outros.


No livro, o capítulo 6 é dedicado aos superalimentos e eu vou começar a descrevê-los. Se alguém se interessar, ótimo, se não vai servir para eu mesma guardar não é?


Frutas que são medicamentos naturais


Maçã

     "Uma maça média nos dá 3,5 g de fibra, mais de 10% da dose diária recomendada. As fibras insolúveis da maça ligam-se ao colesterol no trato digestivo e ajudam a eliminá-lo nas fezes, reduzindo, assim, o risco de doenças cardiovasculares. Não é somente isso que essa fruta faz. Ela contém também uma forma solúvel de fibra - a pectina - que ajuda a reduzir a produção de colesterol no fígado. É um superalimento para aquelas pessoas que têm dificuldade para manter equilibrados os níveis de colesterol (eu, por exemplo). Deve ser consumida também para melhorar o funcionamento do intestino e prevenir doenças no cólon. A casca da maça contém quercetina, um antioxidante que também pode prevenir doenças cardíacas. A quercetina é um bioflavonóide capaz de inativar a aflatoxina, um mofo causador de câncer que contamina alguns alimentos, principalmente o amendoim.
     Conhecida como a rainha das frutas e "vassourinha" do corpo, essa é a razão pela qual a maça é sempre escolhida para encabeçar a lista dos superalimentos. É um excelente neutralizador de ácidos do estômago, sendo efetiva para tratar problemas gástricos, hepáticos e biliares. Apesar de seu conteúdo natural de açúcar, é uma fruta excelente para o diabético, por não elevar muito a glicose no sangue. Se for consumida com canela, melhor ainda, porque a canela age de modo semelhante à insulina.
     Uma pesquisa realizada na Universidade de Michigan, nos EUA, observou 1.300 estudantes. O grupo que consumia maçã diariamente desenvolveu menos infecções do trato respiratório.
     O suco de maçã fermenta com facilidade; não deve ser consumido por pessoas intolerantes a carboidratos."
(texto tirado do livro, págs. 81/82)


Não percam o próximo capítulo hahahahah


beijos

5 comentários:

Palavras Vagabundas 27 de julho de 2011 21:17  

Maca, conhecia as vantagens da maçã, diz um ditado alemão que uma maçã por dia é garantia de vida longa.
Vamos aos outros alimentos.
bjs
Jussara

✿ chica 28 de julho de 2011 06:38  

O sol é necessário mesmo e a maça além de boa, tem várias maravilhas...

um bj.chica(pegando sol ainda nas férias,rsrs)

Luma Rosa 28 de julho de 2011 20:22  

Gosto muito de ler sobre alimentos e ontem mesmo estava pesquisando sobre a alface, que além de ser boa para ajudar a emagrecer, também ajuda pessoas com problemas estomacais. Temperada com Azeite, melhor ainda, porque este ajuda nas funções hepáticas! ;) Não me lembro qual presidente americano, que no passado, aconselhou a população a comer uma maçã por dia, antevendo que a obesidade começava a tomar conta do país - "One apple a day keeps the doctor way"
E uma curiosidade: Na Itália, comem maçã pelo menos meia hora antes das refeições, para ativar substâncias que ajudam na digestão. Minha avó fazia chá com a casca da maçã para acalmar as crianças e também usava como aromatizador de ambiente natural.
Como vê, se postar sobre alimentos, vou adorar! ;) Beijus,

pensandoemfamilia 28 de julho de 2011 21:21  

Olá querida
Pois não é que meu médico me disse que na minha faixa etária é necessário tomar medicamento, pois o sol não resolve. E eu estou ainda com reserva, mas já estou uma vez por semana tomando a vitamina D.
obs.
Estou aguardanro a sua participação no Meu melhor Momento, dê um retorno, ok?
Bjs

Celina Dutra 29 de julho de 2011 00:45  

Macá,

Não gosto de maçã, mas vou me esforçar!

Girassóis nos seus dias!
Beijos

Related Posts with Thumbnails