Oração do torcedor que sofre

>> segunda-feira, 18 de julho de 2011

Oração do torcedor que sofre

(Antonio Barreto)

Ofereço este post ao Tiago Leifert, Tadeu Schmidt, Galvão Bueno, Felipe Andreoli que tanto se empenham para noticiar o melhor do nosso futebol e também a todos os torcedores que se angustiaram, sofreram, roeram as unhas e se revoltaram com o jogo de ontem.



Senhor,
eu que só como o pão que o diabo amassa,
que só bebo água com veneno e cachaça,
que só levo chumbo e bala de borracha
e ainda bato ponto de camelô na praça,
arranhado de gato, correndo igual lebre,
roendo desgrama e tremendo de febre,
perrengue de dengue, mas ficando de pé,
molengo de banda, mas machão-jacaré,
pregado no chão e fugindo da raia,
nadando na terra, mas morrendo na praia,
Vos peço, – JOGAI POR NÓS!

Fazei com que o goleiro do meu time
entre em dedicado regime. E pare de comer na rede
aqueles perus assados, aquelas farofas de frango.
E se transforme, da noite para o dia,
num homem de borracha. Ou num orangotango! – E JOGAI POR NÓS!


Fazei com que os beques do meu time
parem de pensar na grana,
naquelas meninas e naquelas canjebrinas.
E se transformem, da noite para o dia,
em quatro muralhas da China! – E JOGAI POR NÓS!


Fazei com que os volantes do meu time
parem de passear na grama
quais caranguejos mancos, de marcha a ré.
E se transformem, da noite para o dia,
em carregadores de piano, com a bola no pé! – E JOGAI POR NÓS!


Fazei com que os atacantes do meu time
parem de chutar de graça
nossa esperança pra fora. Ela não acabou!
Transformai-os, Senhor, da noite para o dia,
em maestros de uma ópera: a Ópera do Gol! – E JOGAI POR NÓS!

Finalmente, Senhor, eu Vos peço,
um milagre aritmético: pelas minhas cicatrizes!
Quero vencer o jogo, o campeonato.
Quero dias felizes!
Iluminai com seu halo
a matemática rococó
da cabeça-minhocuçu dos cartolas e dos juízes!


Que eu ainda quero cantar de galo, Senhor!
Mas não esse cantar minhococó,
ou esse piu-piu discreto
de pinto-sem-lixo!


Eu quero o luxo, Senhor,
de um torcedor raçudo, porém correto,
de competição. E direto e reto
ribombar no estádio repleto
os gritos do meu coração: – SOU CAMPEÃO! SOU CAMPEÃO! SOU CAMPEÃO!

beijos

3 comentários:

Zélia Gadelha 18 de julho de 2011 17:54  

Olá Macá!
Já não sofro mais...Isso é tão pequeno diante dos problemas que temos... Assisti o jogo não perdi um lance, adoro a nossa seleção... Mas a vida é assim um dia se perde, outro também... Jogai por nós e bola pra frente literalmente. Bjusss

Beth/Lilás 19 de julho de 2011 01:34  

Macá!
Eu também não sofro mais como disse a amiga acima, na verdade quero mais que todos esses fedelhos cheios da grana se mudem pra Europa e aprendam um pouco mais de civilização por lá, mas que é uma vergonha isso é, poxa os caras ganham uma nota preta para não se esforçar nada.
Fala sério! Até eu fazia um gol de penalti ontem.
bjs cariocas

Nana 19 de julho de 2011 04:24  

kkk eu não sofri, nem gosto de futebol amiga!
Encontrei com a Vero nesse final de semana, ela falou de vc e adorou te conhecer (seu trabalho tb).

Bjsss e saudades viu.

Nana
http://mangacompimenta.com/

Related Posts with Thumbnails